19 de mai de 2011

Melasma

Melasma é uma dermatose comum que leva a alteração da cor da pele normal, resultante da hiperatividade melanocítica local epidérmica por meio de um processo químico complexo mas que envolve principalmente os melanócitos.

Os melanócitos são células importantes, responsáveis pela pigmentação da pele e dos pêlos, estão localizados, na camada basal da epiderme e, ocasionalmente, na derme. Projetam seus dendritos, através da camada malpighiana, onde transferem seus melanossomas aos ceratinócitos.As desordens no processo melanogênico podem causar as hiperpigmentações, sendo a de maior freqüência o melasma.

A palavra melasma ( ‘melas'' ) é derivada do grego que significa negro.Trata se de uma é hiper melanose adquirida,caracterizada por máculas acastanhadas, de intensidades diferentes, em áreas foto expostas, especialmente na face, fronte e têmporas, e mais raramente no nariz, pálpebras e mento.Seu acometimento ocorre principalmente em mulheres, na faixa etária entre 30 e 50 anos sendo que raramente acomete os homens estando entre (10%).

A etiologia da doença, reune inúmeros fatores envolvidos como influências genéticas, exposição à radiação ultravioleta, gravidez, menopausa, terapias hormonais, anticoncepcionais orais, cosméticos e outros. Sendo que a predisposição genética e exposição às radiações solares, ganha maior destaque quando relacionados aos fatores envolvidos.

Os resultados no tratamento depende muito da avaliação de sua extensão e profundidade, além do histórico de cada individuo, podendo ser superficial (epidérmico) mais profundo (dérmico) na maioria da vezes apresenta se misto.

O tratamento é feito com o uso de substâncias despigmentantes, aplicadas na pele associada na maioria das vezes com ácidos (peelings) que promovam a renovação celular da pele.
É conhecido que a principal forma de prevenção e manutenção dos resultados no tratamento é por meio da proteção contra a radiação UV e mormaço podendo ser realizado com o uso de bloqueadores solares e barreiras como (chapéu /óculos, sombrinhas e outros). O tratamento deve ser orientado de acordo com cada caso, pelo médico dermatologista.

Nenhum comentário: